O esconderijo amostra

Depois de muito tempo, estou aqui com um título um tanto estranho mas com algo a dizer, mas antes veja a imagem com um pequeno trecho logo abaixo

He’s the beautifullest
Fragilest
Still strong
Dark and divine
And the littleness of his movements
Hides himself
He invents a charm that makes him invisible
Hides in the air
Can I hide there too?
Hide in the air of him
Seek solace
Sanctuary

In the hidden place
In a hidden place
We’ll stay in a hidden place.

“Hidden Place”, Bjork

Pronto agora o que faço com isso? Simples, essa imagem é uma das milhões armazenadas no Flickr e olhei muitas delas e vi que cada vez mais elas ficavam mais profissionais, um tanto amadoras ao meu ver “como não sou fotógrafo profissional…” mas com um ponto de profissionalização.

O Flickr é um ótimo serviço pelo ponto de que você pode não ser um ótimo fotógrafo e postar suas fotos e receber ótimas críticas. É um serviço que te permite ser outra pessoa levando você a projetar até mesmo sonhos com imagens nunca vistas ou até mesmo vistas mas sem sentido com esquisitices a ponto de não entender o porquê.

A “web 2.0” não é só compartilhar ou agregar informação, é também um modo de nos escondermos do que somos no mundo carne-e-osso em uma coisa que deseja. É ter seu próprio esconderijo com uma diferença que você ficará à vista de todos que a conhece.

Redes sociais, web 2.0, Flickr, Orkut, MySpace, Facebook, YouTube, dentre outros milhares de serviços que nos permitem nos escondermos, sermos diretores, fotógrafos, amantes e amados da música, conhecer muitas outras pessoas, …. e acima de tudo continuar sendo a mesma pessoa.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

O Big Brother que tememos

Muitos dizem que o Google é o ‘Big Brother’ já que praticamente não vivemos sem vizualizar os e-mails no GMail, editar os arquivos de texto ou planilhas no Google Docs, entre outros sem falar no Google Search.

Mas uma coisa muito interessante é que quando denominamos o ‘Big Brother’, falamos que o ‘Big Brother’ saberá de nossa vida, basicamente falando. Mas se analizár-mos, nós colocamos nossa vida em um ‘Grande Irmão’ propositalmente, como por exemplo o Twitter, em que usuários dizem que estão comprando livros, acabaram de acordar, enfim, dizem de tudo no seu dia-a-dia com apenas 140 caracteres.

Fora que, quem não tem aquele amigo no msn que coloca no nick ‘Estou no banho’, ‘Estou vendo filme’, ‘Almoçando’? Enfim, só não fala ‘estou matando alguém’ porque a polícia apareceria em sua casa. Mas o fato é, que com tanto medo que temos de surgir uma empresa ou entidade que tente dominar nossas informações mais valiosas, nós a damos gratuitamente nossos costumes para qualquer um. Só menos os dados bancários, claro.

Sem falar no auto-streaming, onde você liga sua webcam enquanto você trabalha e começa a filmá-lo, conversam com os usuários. Como por exemplo, o mais badalado site com essa finalidade é o UStream, onde com uma câmera do celular você pode se Big Brothear mostrando o que está comendo no momento, com quem você está ficando no momento, ou até discutir sobre as eleições.

Sabendo que várias empresas necessitam basicamente do custume do usuário ao acessar certos sites, tendo assim maior chances de rentabilidade ao criar uma campanha. E enquanto há várias brigas para que empresas como Google não guardem por muito tempo do costume do usuário, como o Web History, nós fornecemos cada vez mais informações do que gostamos, utilizamos e ainda possibilitando que várias empresas de publicidade possam utilizar tais informações. Então, isso é bom?

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

Será que o mundo 3D vai vingar?

Essa pergunta deve não ser feita e sim discutida. Numa época em que vivemos muito tempo online, visualizando os slides no Google Docs, atualizando o seu perfil no Orkut, votando nas notícias no Digg, entre inúmeras outras coisas que podem ser feitas na internet. Mas o que mais me chama a atenção é o mundo 3D, que o pioneirismo de vida literalmente digital veio da Liden Lab com o Second Life, onde podemos viver em um mundo 3D e até quem sabe ficar rico.

A expansão é tamanha que até grandes empresas como bancos, IBM, entre outras, abriram “sedes” no Second Life, já que é possível fazer transações financeiras.

Google também criou um mundo 3D, mas focado para o bate-papo. Com o lively, fruto dos 20% de tempo livre da

O Lively mal foi lançado e várias salas de pornografia já foram criadas. O Google supervisiona bastante para que nenhuma sala que contenha conteúdo pornográfico esteja funcionando, já que está brigando e bastante contra a pedofilia no Orkut.

Certo que já no Second Life pornografia não é proibido, já que cada vez mais se parece com o mundo real, e com isso foi criado um “Get a first life” repudiando tudo o que for vida 3D

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

“A Grade” é 10.000 vezes mais rápida que a internet tradicional

Depois de trazer ao mundo a world wide web, em 1989, o centro físico CERN agora pretende lançar uma nova Internet, 10 mil vezes mais rápida. A novidade, que já está sendo chamada de the grid (a grade) pode estar disponível aos consumidores dentro de um ou dois anos.
A CERN que tem sede em Genebra não utilizou a internet tradicional para o desenvolvimento dessa rede, pois a enorme quantidade de dados carregados e transmitidos poderia gerar um colapso na web.
Utilizada principalmnte por fibras óticas sua velocidade não será diminuida por componentes desatualizados, ou seja, possívelmente se surgir essa rede para consumidor final, o que não é certo, o uso da rede se restringirá por enquanto à estudantes e pesquisadores como astrônomos e biólogos, iremos gastar um pouco a mais para poder aproveitar dessa nova “grade”.

Fonte: Terra

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

Yahoo! coloca anúncios do AdSense em seu buscador

Yahoo! fará um teste com a plataforma de anúncios do Google AdSense que terá duração de duas semanas. A idéia será implementada apenas em 3% das buscas feitas no Yahoo! dentro dos Estados Unidos.
Como exemplo, se um usuário faz uma busca sobre um tema onde o Yahoo! não possui os melhores links patrocinados para exibir, ele poderá colocar alguns links de empresas que anunciaram no Google. As duas companhias compartilhariam a receita por esta publicidade.
Em resposta a Microsoft enviou um texto assinando pelo conselheiro geral da Microsoft, Brad Smith, uma parceria entre Yahoo! e Google é totalmente “anticompetitiva”.
Essa sem dúvida é uma ótima estratégia para ficar longe da proposta da Microsoft US$ 44,6 bilhões pela Yahoo! e continuar a se manter independente.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

O Google em nossas vidas

O Google que todos temem de um dia ser real. Veja o vídeo abaixo:

Muitos pessimistas com relação ao Google sempre dizem que o Google será ou já é o “Big Brother” do momento, com tantos dados fornecidos e armazenados, nossas informações, como por exempo, muitos usuários do GMail deixam todos os seus e-mails lá, e-mails que podem prejudicar e muito sua vida e com isso a Google trabalha e muito com segurança de dados armazenados. Mas pensem no que pode-se fazer com tantos dados de milhões de usuários, podemos saber de toda a vida de uma pessoa desde que iniciou a utilização do serviço. Como por exemplo o Web History onde todas as suas buscas são gravadas para caso você se lembre de tal dia ter feito uma busca importante, achou um ótimo site sobre o assunto e se esqueceu dele, tudo lá, no dia, semana e mês em que foi feita a busca, a sorte que é um serviço opcional e que tem uma limitação, onde pode-se armazenar dados de somente até dois anos atrás, para que isso não possa ser utilizado para maiores afins lucrativos, podendo ter uma maior idéia dos gostos de um usuário ao mostrar um anúncio e ser maior propenso a vender para o mesmo.

Como também um outro serviço que fala bastante no vídeo acima, é o Google news, que sem dúvida é um dos melhores serviços da empresa, que você pode praticamente se aprofundar sobre um único assunto noticiado a 2 meses atrás, por exemplo, e possui milhares de fontes na versão americana. E como isso poderia ser prejudicial ao usuário? Justamente com o serviço de Web History, onde lá também está armazenado todas as buscas feitas sejá, na web, notícias, blogs, entre outros serviços de busca.

O bom desse serviço, é que você não precisa ficar gravando no seu navegador os sites que você gostou ou achou importante nos favoritos e no Web History, você pode por exemplo, excluir as pesquisas feitas. Podendo ter maior privacidade na sua navegação com o Google.

Se um dia o Google vai se tornar ou não o “Big Brother” não sei, mas só sei que será praticamente atravé do Web History que ainda dará o que falar.

O maior objetivo do Google é colocar todas as informações do mundo em um só local, é claro que isso é praticamente impossível mas aos poucos o Google vai mostrando que tem poder o suficiente para que nós acabemos por nos render cada vez mais aos serviços da empresa, não só do Google, como também a Microsoft, Yahoo, Zoho e muitas outras que também estão nessa, com a web 2.0 onde temos serviços de escritório online, pode conversar com amigos que não vê há tempos e muito mais que ainda falarei aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria

A vision of students today

O vídeo abaixo foi produzido por um grupo de 200 estudantes da Kansas State University e traz uma reflexão sobre como os estudantes de hoje aprendem e se o que eles aprendem é realmente relevante para essa nova realidade digital em que vivem.

Veja o vídeo:

Fonte: Arquitetura de Informação

Deixe um comentário

Arquivado em Sem-categoria